Conheça os Benefícios do Colar de Ambar Báltico | Kahla Joias
FRETE GRÁTIS | nas compras acima de R$ 499,00
3X SEM JUROS | parcele no cartão
LOJA CERTIFICADA | 100% SEGURA

Conheça os Benefícios do Colar de Ambar Báltico

Publicado: 08/02/2018

 Você sabe como o Colar de Âmbar para bebês funciona e quais os seus beneficios?

O Âmbar é muito usado para a manufatura de joias e objetos ornamentais e mais recentemente tem sido adotado por mães em colares para seus bebês pelo poder de aliviar os sintomas e incômodos da dentição.

As gemas naturais e os materiais orgânicos certamente têm o poder de transmitir energia e provocar vários tipos de vibrações. 

É uma resina fóssil de origem orgânica, heterogêneo na composição, que consiste de diversos corpos resinosos mais ou menos solúveis no álcool, éter e clorofórmio, associado com uma substância insolúvel betuminosa, derivado de resinas de árvores coníferas e plantas leguminosas que, enterradas durante milhões de anos, sofreram um processo de polimerização, que é uma das formas de fossilização. Ao ser aquecido até a queima, libera um odor agradável, é insolúvel em água, porém se dissolve em éter e clorofórmio.

As resinas produzidas pelos vegetais agiam como proteção contra a ação das bactérias e contra o ataque de insetos que perfuravam a casca até atingir o cerne das árvores. A resina que saía da madeira acabou por perder o ar e a água de seu interior. Com o passar do tempo as substâncias orgânicas formadoras do âmbar acabaram se polimerizando, formando assim uma resina endurecida e resistente ao tempo e à água.

Desde a pré-história, as regiões banhadas pelo Mar Báltico, como Lituânia, Letônia e Estônia, são a principal fonte de Âmbar. Acredita-se que o material foi utilizado desde a Idade da Pedra.

O material possui o poder de adquirir uma carga elétrica pela fricção. O Âmbar báltico, conhecido também como Âmbar Verdadeiro libera na destilação seca ácido succínico cuja emanação é aromática. A diferença de similares de outras regiões do planeta é justamente a quantidade emanada de ácido succínico. Outras resinas fósseis denominadas frequentemente de Âmbar não contêm o referido ácido ou somente uma proporção muito pequena.

Acredita-se que o ácido succínico, devidademente sintetizado, tem ação anti-inflamatória e ajuda a restaurar o sistema imunológico, aumentando a resistência do corpo. São atribuídas a ela a propriedade de estimular o sistema nervoso, fortalecer a atividade dos rins e intestinos, é usado para tratar vários tipos de anemia e de doenças cardiovasculares, no tratamento de vários tumores, sendo utilizado com sucesso na quimioterapia e radioterapia e preparados de ácido succínico são eficazes para resfriados, bronquite e asma.

COLAR INFANTIL AMBAR NATURAL | clique aqui para conhecer 


Como funciona o poder do colar de âmbar? 

O mecanismo de ação do ácido succínico é o que recomenda a adoção do uso do colar para os bebês: as contas de âmbar, quando aquecidas pelo calor do corpo, liberaram pequenas quantidades de ácido succínico, que passam pela pele do bebê para a corrente sanguínea, atuando, então, como um analgésico. Assim, no bebê, o uso constante do colar ajuda a reduzir os sintomas mais comuns relacionados com a dentição, tais como: vermelhidão nas bochechas, gengivas inchadas e febre. 

 O ácido succínico é uma substância segura, pois é utilizada como aditivo em alimentos em doses controladas. 


Benefícios do Colar de Âmbar  


  • Reduz sintomas relacionados à dentição
  • Vermelhidão nas bochechas,
  • Gengivas inchadas
  • Febre
  • Anti-inflamatório natural
  • Ajuda a fortalecer o sistema imunológico. 

blob:https://web.whatsapp.com/7692f334-a33f-43f2-a865-f171190cd830

Cuidados ao usar o colar:

  • O colar deve ser de Âmbar Verdadeiro do Mar Báltico porque é ele que contém maior teor de ácido succínico;
  • entre cada uma das contas deve ter um nó para que se o colar se romper só caia uma conta;
  • O fecho deve ser o mais seguro possível para não abrir sozinho e não machucar o bebê
  • as contas devem ser arredondadas e sem aspereza
  • O colar deve ter entre 15 e 32 cm no máximo, para não enroscar, não ser levado à boca e não dar voltas no pescoço do bebê
  • Nunca deixe que o bebê durma com o colar ou que o use sem supervisão de um adulto. O colar deve ser usado apenas qndo algum adulto estiver presente e atento 
  • Evite molhar o colar para não enfraquecer o cordão com que é feito



Voltar